sábado, 11 de dezembro de 2010

O que faz uma apresentação teatral ser realmente boa!

Avaliação: 

Em primeiro lugar precisamos de um roteiro bem elaborado, cheio de emoções e surpresas. Nunca podemos nos esquecer de irmos de encontro com a necessidade do público, isso também no quesito vocabulário (infantil ou adulto? Meio termo? Público mais culto ou mais humilde?); Nunca podemos nos esquecer do CONTEÚDO DOUTRINÁRIO (é a base de tudo), o mesmo tem que ser analisado e re-analisado com cuidado e carinho!

Segundo ponto: A expressão corporal e facial. É muito importante que se tenha muito cuidado com a estética da peça, pois a mensagem para tocar precisa sair do coração daquele que a recita. O ator precisa sentir sua personagem, ser intimo dele! SIM: TREINE NA FRENTE DO ESPELHO, FALE SOZINHO PELA CASA, DÊ UMA DE LOUCO TODOS OS DIAS para que no momento do palco a personagem tome conta da cena e não você.

Terceiro ponto: AME O QUE VOCÊ FAZ!!! Talvez uma das coisas mais importantes que você possa estar lendo. Se você amar o que faz tudo que está escrito acima virá até você! Dedique-se ao máximo que irá conseguir o que almeja, afinal:
“Ajuda-te que o céu te ajudará.” - Jesus Cristo.

Também um ponto importante: para que no palco haja uma boa apresentação é necessário a sintonia entre os atores! Para se ter sintonia precisamos primeiramente ter afinidades. Sintonia em palco é um olhar no olho do outro e saber que é hora do improviso (pois o colega teve um branco), é acontecer a cena mais engraçada do mundo e os personagens se manterem sérios e firmes, por mais que o público esteja chorando de rir. Se conheçam como pessoas, conversem, saiam juntos, abracem-se, olhem-se e amem-se! Assim o trabalho em palco será amparado e sairá com certeza belíssimo!

Não se esqueçam: a perfeição vem com a prática, não comparemos alguém que está a anos em palco com alguém que está no teatro há três meses. O importante é não desistir, lutar, desbravar essa terra que ainda tem que ser arada! Continuem amados, a arte está no sangue daquele que o faz, nascemos com esse amor pela arte, não desviemos de nossa missão.

Abençoado seja aquele que nos deu o dom de mostrar aos outros a beleza da vida simplesmente com essa máquina chamada corpo humano.

Nenhum comentário: