sábado, 28 de fevereiro de 2009

HQ

Avaliação: 

Clique na imagem para ampliar.
O que achou? Comente!

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

HQ

Avaliação: 

Clique na imagem para ampliar.
O que achou? Comente!

domingo, 22 de fevereiro de 2009

Carnaval e Espiritismo

Avaliação: 
Para se entender o carnaval e outras festas populares, é necessário lembrar que a Terra ocupa o segundo lugar na escala evolutiva, enquanto um planeta de provas e expiações. Aqui, e em mundos semelhantes, encarnam espíritos recém saídos da barbárie, dando os primeiros passos na sua história evolutiva e esses espíritos trazem consigo um grupo de sensações ou pulsões que precisam ser extravasadas para que não se voltem contra a sociedade em que encarnaram. Não foi em vão que Freud defendeu a tese de que a cultura nasce da repressão. Em verdade, estamos encarnados para reprimirmos as más tendências e adquirir elementos espirituais positivos como o amor, a solidariedade, o respeito ao próximo e as diferenças, em uma palavra, desenvolver as faculdades positivas do espírito.

A festa é o momento em que o espírito tem a oportunidade de pôr para fora, não necessariamente, o que ele tem de pior mas as suas emoções mais profundas. Como somos espíritos altamente imperfeitos as nossas festas quase sempre explicitam emoções do tipo primário. Nos tempos da Grécia antiga, as bacanais, festas dedicadas ao deus Dioniso ou Baco tornaram-se tão perigosas para o equilíbrio da polis (cidade) que teve de ser transformada em teatro como uma forma de "domesticação" do conteúdo nocivo da alma humana. A Festa do deus Líber em Roma; a Festa dos Asnos que acontecia na igreja de Ruan no dia de Natal e na cidade de Beauvais no dia 14 de janeiro entre outras inúmeras festas populares em todo o mundo e em todos tempos, têm esta mesma função.

O carnaval é uma dessas festas que costuma ser chamada de folia que vem do francês "folle" que significa loucura ou extravagância sem que tenha existido perda da razão. No caso do carnaval a palavra significa desvio, anormalidade, fantasia descontração ou mesmo alegria. Assim, a festa carnavalesca é o momento em que o espírito humano pode extrojetar o que há de mais profundo de mais primitivo em si mesmo. O poeta Vinicius de Moraes deixou isto muito claro ao dizer: " Tristeza não tem fim, felicidade sim / A felicidade parece a grande ilusão do carnaval?/ A gente trabalha um ano inteiro / por um momento de sonho/ pra fazer a fantasia de rei ou de pirata ou jardineira / Pra tudo se acabar na quarta-feira."

Qual a posição do espírita ante o carnaval? Sem querer ditar normas, apenas dando a minha opinião, o espírita, em primeiro lugar, deve-se compreender o carnaval; não ser muito severo, não ter medo por acreditá-lo uma expressão do mal e diabólico da alma humana; não fugir dele por medo de sua sedução. Não deve, como fazem algumas religiões criar blocos ou escolas-de-samba para brincar um carnaval cristão. Pode ser um observador comedido, se não gosta, pode aproveitar o feriadão para descansar, meditar ou estudar espiritismo sozinho ou em conjunto; em resumo seguir o conselho de Paulo: "Viver no mundo sem ser do mundo."


Um outro ótimo artigo está no no site:

http://www.omensageiro.com.br/artigos/artigo-112.ht

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

A Música

Avaliação: 

A música é a voz dos céus profundos. Tudo no espaço traduz-se em vibrações harmônicas, e certas categorias de espíritos não se comunicam entre si senão através de ondas sonoras.

A sinfonia e a melodia não são na Terra senão ecos enfraquecidos e deformados dos concertos celestes. Nossos mais perfeitos instrumentos possuem sempre alguma coisa de mecânico e de duro, enquanto que os processos de emissão do espaço produzem sons de infinita delicadeza.

É por isso que em todos os graus da escala dos mundos e da hierarquia dos espíritos a música ocupa lugar considerável nas manifestações do culto que as almas prestam a Deus. Nas esferas superiores, ela se torna uma das formas habituais da vida do ser, que se sente mergulhado nas ondas de harmonia de intensidade e suavidade inexprimíveis.

Quando das grandes festas no espaço, dizem-nos nossos guias espirituais, quando as almas se unem aos milhões para prestarem homenagem ao Criador, na irradiação de sua fé e de seu amor, delas escapam eflúvios, radiações luminosas que se colorem de várias tonalidades e se transformam em vibrações melodiosas. As cores transformam-se em sons, e dessa comunhão dos fluidos, dos pensamentos e dos sentimentos desprende-se uma sinfonia sublime, à qual respondem os longínquos acordes vindos das esferas, dos inúmeros astros que povoam a imensidão.

Então, do alto descem outros acordes, ainda mais possantes, e um hino universal faz estremecerem céus e terras. À percepção desses acordes o espírito se dilata e se regozija; ele se sente viver na comunhão divina e entra num encantamento que chega ao êxtase.


(Capítulo 6 do livro O Espiritismo na Arte; Leon Deni)

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

A Música

Avaliação: 

"A música é a voz dos céus profundos. Tudo no espaço traduz-se em vibrações harmônicas, e certas categorias de espíritos não se comunicam entre si senão através de ondas sonoras.

A sinfonia e a melodia não são na Terra senão ecos enfraquecidos e deformados dos concertos celestes. Nossos mais perfeitos instrumentos possuem sempre alguma coisa de mecânico e de duro, enquanto que os processos de emissão do espaço produzem sons de infinita delicadeza.

É por isso que em todos os graus da escala dos mundos e da hierarquia dos espíritos a música ocupa lugar considerável nas manifestações do culto que as almas prestam a Deus. Nas esferas superiores, ela se torna uma das formas habituais da vida do ser, que se sente mergulhado nas ondas de harmonia de intensidade e suavidade inexprimíveis." O Espiritismo na arte. Leon Deni


Lindo e profundo esse trecho. Faz pensar o quanto somos pequeninos nessa imensidão.

Imaginem, se nos habitualmente, cantássemos? Andar pelas ruas cantando, expalhando alegria e felicidade através da musica!

Cantar faz bem, afinal, a música é uma sublime forma de expressão!

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

CD Chamado - Grupo AME

Avaliação: 

Trago hoje, um ótimo cd produzido pelo Grupo AME, este que foi criado por jovens espíritas vindos da Mocidade Espírita Joana de Ângelis, da Federação Espírita do Estado do Ceará, onde cultivavam a música em trabalhos assistenciais e dentro do próprio grupo de jovens como meio de integrar, consolar e divulgar a Doutrina dos Espíritos.

O Grupo AME surgiu em 1989, após a realização do I AME - Arte e Música Espírita de Fortaleza.

No decorrer de seus mais de dez anos de existência, com a ajuda de muitos e visando melhor atender aos seus objetivos, o Grupo AME produziu cinco álbuns: Semente de Amor (em K7), Semente de Amor II (em LP e K7), Chamado (em CD e K7), Parnaso (em CD e K7) e, comemorando seus dez anos, o CD Sementes.

Todos divulgados através de programas de rádio, televisão, jornais e de shows em palcos espíritas ou não, dentro e fora do estado do Ceará.


Todo o trabalho do Grupo é realizado sem nenhum fim lucrativo, por amor a Jesus e à causa espírita.

Unindo a beleza da arte com a sabedoria da Doutrina Espírita, o Grupo AME prossegue em sua tarefa de evangelizar cantando.


Contato:
(85) 495-0642 e 231-8348

Comprar CD:
(85) 231-8348 (Liana)

HTTP (Atenção: Esse link pode expirar em 30 dias se não for utilizado)

http://www.4shared.com/file/77246686/268cbe7a/espiritismoP2PGrupoAme-ChamadoCDripmp3128kbps.html


Importante:
"O Grupo tem por finalidade a divulgação da Doutrina Espírita.
Se você gostou e tem poder aquisitivo, compre os DVD's. Recomendamos isto tendo em vista que grande parte dos lucros das produções espíritas vão para instituições de caridade".

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Curta-Metragem: FACES- Apresentação

Avaliação: 
Eis uma nova produção do Grupo AVE. O curta-metragem FACES. Essa é uma apresentação do que será o curta.

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Raul Teixeira- Palestra

Avaliação: 


Mais uma esclarecedora e empolgante palestra de Raul Teixeira.
Destaque para os temas: o espalhamento das obsessões e a fragilidade e despreparo das pessoas com relação a ele, estratégias dos obsessores para envolver suas presas, afinidades existentes entre obsidiados e seus obsessores, meios de defesa contra ação infeliz dos obsessores, as investidas cruéis e perversas de entidades obsessoras. Assista, pois é mui edificante.


Duração - 210 minutos (duplo)
Tipo - DVD-Rip

Visite - www.raulteixeira.com

Onde comprar (Link)

Para o download:

HTTP
MEGAUPLOAD (Atenção esse link pode expirar em 30 dias se não for utilizado, se tiver alguma dúvida em como usar, pergunte)

Espalhamento.Obsessivo.1.-.Raul.Teixeira.rmvb (376.51 MB)
http://www.megaupload.com/?d=2T9DX5T8

Espalhamento.Obsessivo.2.-.Raul.Teixeira.rmvb (272.55 MB)
http://www.megaupload.com/?d=XIR1X827

Importante:
"O Grupo tem por finalidade a divulgação da Doutrina Espírita.
Se você gostou e tem poder aquisitivo, compre os DVD's. Recomendamos isto tendo em vista que grande parte dos lucros das produções espíritas vão para instituições de caridade".

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

HD Virtual

Avaliação: 

Olá irmãos. Foi desenvolvido um HD Virtual.

Acesse sempre, pois estaremos constantemente colocando novos arquivos.

Lá, você vai encontrar Videos, livros, apostilas e muito mais.
Tudo com acesso livre para o download.

>>Link: http://www.4shared.com/dir/12423371/12a7a7b6/Arquivos_Gerais_.html

Um grade abraço.

Prece

Avaliação: 

Que eu continue a acreditar no outro mesmo sabendo de alguns valores tão esquisitos que permeiam o mundo;
Que eu continue otimista, mesmo sabendo que o futuro que nos espera nem sempre é tão alegre;
Que eu continue com a vontade de viver, mesmo sabendo que a vida é, em muitos momentos, uma lição difícil de ser aprendida;

Que eu permaneça com a vontade de ter grandes amigos(as), mesmo sabendo que com as voltas do mundo, eles(as) vão indo embora de nossas vidas;
Que eu realimente sempre a vontade de ajudar as pessoas, mesmo sabendo que muitas delas são incapazes de ver, sentir, entender ou utilizar esta ajuda;
Que eu mantenha meu equilíbrio, mesmo sabendo que os desafios são inúmeros ao longo do caminho;
Que eu exteriorize a vontade de amar, entendendo que amar não é sentimento de posse, é sentimento de doação;
Que eu sustente a luz e o brilho no olhar, mesmo sabendo que muitas coisas que vejo no mundo, escurecem meus olhos;
Que eu retroalimente minha garra, mesmo sabendo que a derrota e a perda são ingredientes tão fortes quanto o sucesso e a alegria;

Que eu atenda sempre mais à minha intuição, que sinaliza o que de mais autêntico possuo;

Que eu pratique sempre mais o sentimento de justiça, mesmo em meio à turbulência dos interesses;

Que eu não perca o meu forte abraço, e o distribua sempre;

Que eu perpetue a beleza e o brilho de ver, mesmo sabendo que as lágrimas também brotam dos meus olhos;

Que eu manifeste o amor por minha família, mesmo sabendo que ela muitas vezes me exige muito para manter sua harmonia;

Que eu acalente a vontade de ser grande, mesmo sabendo que minha parcela de contribuição no mundo é pequena;

E, acima de tudo...


Que eu lembre sempre que todos nós fazemos parte desta maravilhosa teia chamada vida, criada por alguém bem superior a todos nós!


E que as grandes mudanças não ocorrem por grandes feitos de alguns e, sim, nas pequenas parcelas cotidianas de todos nós!

Chico Xavier