quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

A importância da arte como instrumento de divulgação doutrinária!

Avaliação: 

Hoje a arte no meio espírita está sendo mais valorizada, mas ainda estamos longe de conseguir fazer com que entendam a complexidade da arte como forma de evangelização de almas e despertar de consciências!

A simples letra de uma música pode mudar um modo de ver a vida, acalma ambientes, refaz ânimos. O teatro faz com que nós enxerguemos no personagem que está à nossa frente, fazendo-nos repensar muitas vezes nossas atitudes. A dança é a expressão da alma, é o corpo em movimento, é a vida na sua plena origem. A pintura sublime toca nossos corações nos dando imagens da vida superior. 

É citado em Obras póstumas que com a ajuda da arte a espiritualidade consegue trabalhar com os seres, mesmo os mais endurecidos, fazendo com que se sensibilizem. 

O ser humano consegue alcançar padrões vibratórios que na sua condição comum não conseguiria! Como já citei em outras postagens do blog, as criações artísticas vem da nossa energia sexual, energia criadora e poderosa, que se bem utilizada é fonte de alegrias, é evolução e sublimação, é aproximação de Deus. 

Porém se mal utilizarmos essa força, se banalizarmos nossa sexualidade, se não sublimarmos nossa arte, que está DIRETAMENTE ligada a nossa conduta e pensamentos, seremos responsáveis por nossas criações e pela influência que as mesmas terão naqueles que as apreciarem, se assim podemos dizer!

Sim, nós artistas, obreiros da arte, espíritas ou não, devemos ter consciência que a missão da arte é elevar, sublimar, encantar, emocionar; jamais chocar negativamente, mas sim despertar os seres para a verdadeira felicidade, a que provém do amor e da doação!

Pensemos, e se preciso for, mudemos!!!

Por Djenifer Correa


p.s.: as imagens foram retiradas do site http://grupoiluminar.wordpress.com

3 comentários:

Anônimo disse...

Acho que é a forma mais intensa de chegar no interior das pessoas. Mexe tanto com a gente, a ponto de fazer a gente sentir a emoção, rir, chorar...

karine martins disse...

Amiga Jenifer: amei esse artigo seu! Como eu gostaria que a arte espírita fosse muito mais apreciada e estimulada nos grupos espíritas, entre as crianças, jovens, adultos, e, fundamentalmente, entre os dirigentes desses grupos ou sociedades espíritas. Porque, afinal, precisamos da aprovação desses para podermos evangelizar através da arte espírita a um grande público (porque dentro da sua sala de evangelização cada evangelizador pode abusar dessa modalidade em forma de teatro, música, artes manuais e outros - sempre com responsabilidade). Talvez seja pela falta de apoio dentro da sociedade espírita que acabam surgindo grupos de arte espírita independentes (se identifica com isso?). Seja da forma que for, parabéns pelo trabalho do Grupo AVE, que deve seguir motivado e motivando a muitos outros que encontrarão na sua arte o consolo, o aprendizado, a reflexão e a alegria. bjus. Karine

jenifer disse...

realmente Karine: a arte é muito pouco valorizada, mas é atravez da luta diária q conseguiremos nosso espaço... A importancia da arte na evangelização é essencial, pois são esses jovens e crianças q serão os trabalhadores das casas e futuros presidentes e diretores de departamento... não desistamos!! continuemos nosso trabalho pelo Cristo, pois uma hora ou outra dará frutos@