domingo, 3 de janeiro de 2010

Turma da Mônica: um exemplo para todos nós?

Avaliação: 
A Turma da Mônica, conhecida de todo brasileiro (ou quase), é fonte inesgotável de diversão para crianças e adultos, com suas centenas de personagens, há mais de 50 anos.

O mais legal das histórias da turminha é que elas nunca tiveram o mero propósito de divertir, de pura e simplesmente provocar o riso .

Não, mais que isso, os quadrinhos da Turma sempre buscaram passar mensagens positivas, bons valores, conscientizar para os problemas do mundo (sendo a questão ecológica uma das mais recorrentes), além de, claro, ajudar na alfabetização.

Se a única contribuição da turminha fosse a de ajudar a aprender a ler e escrever, seria já louvável, mas não tão extraordinário assim, não é mesmo? Afinal, qualquer outra história em quadrinho, em tese, pode fazer o mesmo.

Só que não pára por aí, a Turma vai muito além: sempre que surge a oportunidade, são transmitidos valores de amor ao próximo, respeito, compreensão, aceitação dos diferentes...

Há, por exemplo, personagens deficientes, perfeitamente integrados, como Humberto, Dorinha e Luca:



Além disso, o reforço de valores positivos está presente em várias e várias histórias. Chico Bento e Papa-Capim costumam passar (belíssimas) mensagens pró-ecologia (há histórias clássicas do Chico nesse sentido).

A Mônica, mesmo com seu temperamento mais... explosivo, rs, é super amorosa com todos em geral; a Turma do Penadinho consegue lidar, de uma forma muito inteligente e suave, com um tema tão sensível (em especial para os pequenos) como a morte carnal...

Falando desta temática, aliás, de morte e reencarnação, não é só a Turma do Penadinho que dá um show: há uma história absolutamente fantástica, inteligente, divertidíssima e ainda assim linda, que fala do assunto. É a história de abertura da revista da Magali nº 368, pela Editora Globo, de título "Reencarnação" e outra história é "As emoções de Bárbara":



Nessa história, a Magali e seu verdadeiro amor (que, surpreendentemente, não é o Quinzinho, seu namoradinho de sempre) reencontram-se (ou melhor, desencontram-se, rs) vida após vida. O final, imperdível, deixamos para o leitor descobrir por si mesmo! Essa história está inteirinha disponível na internet.

Mas chega da nossa opinião sobre a turminha! Veja o que Mauricio de Sousa , pai e criador da turminha, tem a falar a respeito, sintetizando seus valores e qualidades :

"Conhecidas dos nossos leitores há várias gerações, Mônica e sua Turminha se apresentam como crianças sensíveis, espertas, inteligentes, que gostam de ter amigos e vivem num mundo cheio de diversão e aventura. E, graças às suas histórias engraçadas e desenhos agradáveis, a Turma da Mônica faz sucesso há muitos anos e é publicada em mais de 20 idiomas."
"Nas páginas desta revista você encontra mensagens de companheirismo, ética e valores, sempre com muita alegria e descontração. Nossos amiguinhos já ajudaram a alfabetizar muitas crianças brasileiras e agora vêm convidar você a se divertir em inglês e, brincando, aprender sempre mais. Temos muito a compartilhar com todas as crianças do mundo e é um privilégio contarmos com a sua amizade. A língua é um importante meio de aproximação dos povos. Quando as crianças brincam juntas, já viu, né? Serão amigas para toda a vida!"

Com sua linguagem simples, direta e acessível, e sempre passando bons valores, a Turma foi longe, estando hoje presente em vários países, sendo de grande sucesso no Brasil.

É um belíssimo exemplo de como alguém pode usar o seu ofício para melhorar o mundo positivamente, sem com isso deixar de ganhar o merecido pelo seu trabalho.

Com sua missão duplamente positiva, de divertir e educar, a Turma merece todo o respeito, e os mais vigorosos aplausos!

Pelos valores que transmite, de amor, ética, companheirismo e respeito, não se filiando a religião, crença ou doutrina alguma, faz jus à maior admiração!

E mais, o papel positivo cumprido pela Turma tem tudo a ver com a verdadeira missão do Espiritismo, que não é um fim em si mesmo, mas um meio para ajudar a humanidade a progredir, fazendo do mundo um lugar melhor.

Mauricio fez a sua parte, os inúmeros profissionais (em especial os roteiristas) responsáveis pela Turma continuam fazendo a deles; que tal nos inspirarmos em seu exemplo, e tentarmos ajudar o próximo por meio do nosso trabalho também?

Se até na arte de produzir histórias em quadrinhos isso é possível, por que não seria em todas as demais profissões? Pensem nisso, e fiquem todos com Deus!

Por: Gota Espírita

Nenhum comentário: